Nov 7, 2012

Feira Escandinava

Depois que o Dani nasceu, criei a expressão "mãe evoluída". São aquelas mães que levam os filhos pra cima e pra baixo, saem pra qualquer canto, viajam, desbravam tudo com um pequeno a tira-colo. Aquelas nova-iorquinas que andam quarteirões sob neve com seus filhos. As mães que voam de avião com bebês pequenos. Enfim, pegou a ideia, né?

Confesso, não sou assim. Frequento a casa de amigas para almoços, recebo amigos em casa e até cozinho, mas tento sempre fazer de uma forma que não perturbe o sono e a mamada do filhote. Nóia? Primeiro filho? Pode ser tudo junto, mas é do jeito que sou. Pode ter a ver ou não, mas o Dani tem 5 meses, noites inteiras de sono, é um bebê super calmo e paciente.

E hoje era dia de Feira Escandinava, lá no Clube Pinheiros. Depois de conviver com vários amigos nórdicos, fazer uma viagem pela Escandinávia e amar os produtos deles, eu precisava ir. Mas e o caos? E a muvuca? Uma amiga minha me convidou para ir antes da feira abrir ao público, e lá fomos nós, de carrinho, mala, chupeta e cuia.

Pode ser que eu estivesse usando um filtro "mãe de primeira viagem", mas achei uma loucura. O filtro até se dilui, pois ouvi diversas vezes frases como "um bebê aqui!", "nossa, que coragem"... Dani não estava nem aí, ficou observando tudo, enquanto velhinhos se estapeavam pelo kaviar em tubo de pasta de dente, senhoras pegavam 30 (sim, 30! eu estava ao lado do caixa quando contaram) queijos de pasta de dente, pessoas corriam com latas de biscoitos e queijo marrom... Será tão impossível assim achar esses produtos nos outros 363 dias do ano?

Se não fosse por uma voluntária muito fofa, eu teria saído de lá com o compartimento embaixo do carrinho vazio. Mas uma boa alma me ajudou e pegou dois chocolates para mim. O stand da Lego e da Bodum eram impossíveis de se aproximar, então fica pro ano que vem. Mas babei ao ver os produtos de longe.

E o saldo? Positivo. Em dia de repeteco do Yes, we can (viva!!), foi uma experiência boa. E ano que vem? Se me convidarem, vou com certeza! Mas com a emoção de hoje, ainda estou em dúvida se levo o Dani para pegar fila preferencial ou se chego cedo e enfrento a fila que atravessa o quarteirão.

3 comments:

dg_gd said...

Vamos sim, já está combinado - afinal, yes, we can! Adorei o texto, é bem real mesmo. Ouvi pessoas dizendo que lá era a feira dos milagres: onde os velhinhos largavam as bengalas e corriam ao verem os chocolates! Não esperava tanta gente, nunca foi tão lotado assim nos anos que eu fui, mas é bem isso que vc escreveu, realmente, por aqui é quase impossível comprar estes produtos nos outros 365 dias do ano. Apesar da correria, adorei te ver e conhecer o Dani. Beijos e parabéns pelo filhote lindo e educado ;)

dg_gd said...

.Ooops, 363 dias!!

π said...

Tb adorei te ver!

Ano que vem vou mentalmente preparada, e não saio de lá sem um tubinho de kaviar, arenque e uma geleia!