Aug 28, 2011

Visitas queridas e um fim de semana guloso

Sabe aqueles dias que a gente deita no sofá de barrigão cheio, fica até feio?! Pois é, estou me sentindo assim, jiboia pós refeição. Isso porque desde sexta recebemos queridos amigos aqui em São Paulo, e a comilança não poderia ter sido melhor!

O almoço de sexta começou no Dalva e Dito. Acho fantástico e worth every penny. O almoço executivo então é uma diversão para um gringo que aprecia a nossa comida brasileira. Sem contar que o couvert é muito simpático e eles adoraram todas as pimentas.


Os acompanhamentos são super bem feitos: a farofa é super gostosa e a batatinha, imperdível. E ainda dá para provar diversos tipos de carne, preparados de forma bem brasileira. Tem franguinho de televisão, filé mignon, costela... E depois o pudim foi devidamente devorado.

A noite, teve um encontro no bar Eu, Tu, Eles. Foi a primeira vez que fui lá, e gostei também. Achei o tubinho de provolone fantástico! Pena que as pessoas gostaram tanto que nem do repeteco eu consegui tirar uma foto!

Sábado estava lindo, céu azul, temperatura agradável, tudo perfeito para comer ao ar livre. Como o casal já tinha comido bastante carne, fomos a um italiano, já que São Paulo com certeza tem os melhores fora da Itália!

A escolha foi pelo Due Cuochi, pois poderíamos acomodar o Milo conosco nas mesas do lado de fora também, e a vista, além de linda, explica bem a maluquice de São Paulo.


Todos nos deliciamos com nossos pratos, que variavam entre risoto negro, ravioli com queijo de cabra e macarrão com linguiça. Eu adorei o meu, um macarrão bem fininho e simples, com molho de tomate, folhas de rúcula e camarões grelhados. E em vez de pegar as sobremesas, fomos pegar sorvetes bem típicos no Mil Frutas! Cupuaçu, açai, goiabada e queijo, beijinho... Teve de tudo!

E sei que não foi exatamente uma experiência gastronômica especial para os gringos, mas achei MUITO fofo o alfajor disfarçado de bem-casado no casamento que fomos no sábado! Isso porque o noivo é - duh! - argentino. Ficou lindo, Jane!

E hoje, domingo, foi dia de caminhar pelo centro velho de São Paulo, admirar os prédios antigos e comer no Bar da Dona Onça. Adoro aquele lugar!


Caipirinhas, couve-flor empanada, croc milanesa com molhinho de queijo, linquiça caseira com pão francês e pimenta biquinho, tudo muito gostoso. E claro, picadinho de carne e mini-churros de sobremesa não poderiam faltar. Assim como o cafézinho no final, acompanhado do brigadeiro na forma de oncinha. Agora chega, né?

Aug 25, 2011

Sumiços!

Eu tenho postado pouco aqui, mas não foi a falta de receitas colocadas em prática. É só que tudo que eu tenho feito ou vem da Dedo de Moça ou vai pra lá. Tenho me divertido muito com a produção de fotos, testes de receitas e aulas também. Pra quem quiser acompanhar mais, é só clicar [aqui].


E um dos meus favoritos foi esse [cookie de blueberry]! Depois da sessão de fotos, sobrou um pouco da massa em casa. Coloquei na geladeira e levei, no dia seguinte, para a casa de um amigo para assar lá. Assa rapidinho e aceita desaforo de qualquer forno desajustado. Mega sucesso!

Sopa pra esquentar e não estragar

Tem dias que a gente olha pra geladeira e fala: "Putz. Vou passar os próximos dias jantando fora de casa e tudo vai estragar! O que fazer?"

Foi isso que aconteceu comigo hoje. Amanhã duas queridas amigas vêm de férias para Sampa, e os próximos dias serão de belas comilanças. Mas eu tinha um monte de coisas na geladeira, o que fazer?

Vou contar como fiz a minha, mas não se prenda aos legumes em si. Use a criatividade, e o que a geladeira tiver para oferecer. Por isso, não tem lista de ingredientes!

Ralei uma cenoura.
Coloquei numa panela funda com um pouco de azeite e deixe refogar um pouco.
Adicionei duas mandioquinhas fatiadas, e refoguei um pouco mais. Eu [já contei isso], mas sempre refogo os legumes antes de adicionar a cebola, pois eles liberam seus aromas e a cebola não queima.
Foi um pouco de cebola e alho-poró bem fininho, até amolecer.
Se tiver alho, pode amassar e colocar também.
Também coloquei um pouco de couve-flor pré-cozida em água com sal que sobrou de ontem.
Cubra com um belo [caldo de frango caseiro]. Fiz um panelão de caldo há umas semanas e deixei congelado em formas de gelo. Parece complicado, mas é só jogar tudo numa panela e deixar fervendo.
Por fim, eu não tinha creme de leite, coloquei 1 colher de sopa de farinha de trigo em um copo, uns 2 dedos de leite, misturei bem e joguei na sopa, pra não ficar aguado.

Pronto! Falta só temperar com sal, pimenta e uma pitada de noz moscada. Quem falou que fazer um jantar saudável e equilibrado demora? E, como não tem batata, ainda dá pra congelar o que sobrar!

Aug 9, 2011

Adubo naturebas

Acho que muita gente já ouviu falar da compostagem. Existem diversas maneiras. Tem gente que alimenta minhocas, e elas fazem a decomposição de restos de alimentos, gerando um adubo orgânico.

Nem tão natureba assim - porque eu não consigo me imaginar criando minhocas em casa! - existe uma outra opção, em que você deixa os alimentos com uma quantidade certa de água, oxigênio e gás carbônico, e tem que ficar virando e remexendo até virar adubo. Ok, gente, eu moro num ap pequenininho e não tem COMO a casa inteira ficar com cheiro desse adubo, né?


Então vou tentar a outra opção: triturar cascas de ovo e misturá-las com a água para regar plantas. Lavei e guardei umas cascas, deixei secando nessa latinha, mas não tenho o menor conhecimento para fazer isso! É só misturar tudo mesmo? Será que funciona?

Vou testar, mas se alguém por aí puder me dar umas dicas, agradeço!

Aug 1, 2011

Pão de leite em pó

Fiz uma receita de cookies que levava leite em pó para a [Dedo de Moça]. Eu adoro leite em pó, mas o que fazer com essa latona que sobrou por aqui?! Postei a enquete no facebook e recebi algumas ideias bem legais. Pra variar os bolos que sempre saem do meu forno, peguei uma receita de pão de leite!


1 tablete (15g) de fermento biológico fresco
1 colher (sopa) de açúcar
300mL de água morna
20g de manteiga
500g de farinha de trigo
15g de sal
45g de leite em pó
1 gema
1 colher (sopa) água

Junte o fermento, água morna e açúcar e deixe descansando por 15 minutos.
Em uma tigela, misture bem todos os outros ingredientes: manteiga, farinha, sal e leite em pó.
Quando o fermento estiver com bolhas, despeje dentro da tigela com farinha e misture até ficar homogêneo. Deixe descansando até dobrar de tamanho. Como hoje está uma noite fria, deixei perto do fogão enquanto fazia o jantar, e demorou 1 hora. Não pode deixar quente demais, mas uma opção também seria colocá-lo no sol.
Abra a massa e faça o formato que desejar; podem ser pãezinhos, colocar numa forma redonda ou retangular. Deixe dobrar de tamanho novamente, mais uma hora!
Misture a gema com a água e pincele sobre o pão. Ainda usei os restinhos da farofinha de leite em pó que sobraram do [cookie] por cima! -> Comentário do maridão: "O equilíbrio doce-salgado ficou perfeito!"
Leve ao forno a 180ºC por 30 minutos.
Sirva com uma manteiguinha assim que sair do forno!