May 14, 2010

SD 26, o Novo-Velho Italiano

Faz um tempo que não escrevo sobre restaurantes. Estava guardando esses textos para o [Comidinhas], mas recentemente fui a tantos que fica uma sobrinha pro Cozinhando!

Eu li muitas críticas elogiando o [SD26]. Começa com a localização: na rua ao norte do Madison Square Park, que é lindo e fica muito iluminado a noite. Pra aproveitar, ainda demos uma espiadinha na exposição [Event Horizon] do Antony Gormley e suas esculturas de figuras humanas espalhadas pela praça.

E ainda pra juntas um monte de coisa, fomos reencontrar uma amiga espanhola que mora na Belgica e veio passar uma semaninha de férias aqui.

O restaurante é gigante, tem uma área de bar bem espaçosa, cozinha aberta e espaços para eventos. Foi votado pela Time Out Magazine como um dos melhores comebacks do ano de 2010. O traditional San Domenico fechou as portas, e em seu lugar cresceu o DS26. Ainda é comandado pelo pai Toni e filha Marisa, que mandaram seus chefs lá pra Itália para criarem um cardápio que mistura a cozinha italiana, toques mediterrâneos e ideais bem modernas.

Uma maquininha que lembra um video-game vem a sua mesa, e você escolhe o vinho por região, uva, preço ou recomendações para cada prato. Seu pedido é redirecionado eletronicamente ao sommelier, e em minutinhos ele chega a sua mesa. Tem também uma vending machine com 24 vinhos, em que você pode escolher o tamanho do gole. Tem golinho de 1oz (30mL) ou golão de 5oz (150mL), e preços que variam bastante.

O cardápio não é separado na forma tradicional entrada-prato-sobremesa. Ele tem uma divisão de pratos por ingredientes, e cada prato pode ter um tamanho mais moderado ou maior, dependendo da fome e do que você estiver a fim. Há massas, saladas, carnes - e uma divisão interna por tipo de carne - e os queijos. Se você quiser, pode jantar um pratão de queijos ou mesmo duas "entradas".

Em um grupo de 5 pessoas, o garçon sugeriu que dividíssemos um prato de queijos, acompanhado de um prato tamanho de gente grande para cada um. Tinha um gorgonzola molenguinho, Grana Padano, Pecorino e outros dois escolhidos pelos visitantes. Todos eram muito saborosos, mas tem que gostar de queijo italiano forte pra encarar esse prato.


Meu prato foi um simples risotto, com queijo e um jus de caldo de boi que é feito na casa. Muito gostoso, ponto perfeito e quantidade bem a la mama, mas a mão do sal era um pouco pesada pra mim.


O maridão pediu um tagliatelle caseiro com molho bolonhesa, também bem simples, mas que era fantástico. O melhor prato da mesa, com certeza.


E sobremesa? Vamos em duas: uma panna cotta de polenta acompanhada de maçã caramelizada e um tiramissu. A polenta dá uma textura diferente à panna cotta, pois fica um pouco granulada, mas o sabor era muito bom. O tiramissu era também muito gostoso, muito bem acompanhado de calda de café.


Onde? 19 East 26th St, F: (212) 265-5959

1 comment:

Marilia said...

Gostei!
bjd