Apr 14, 2010

Aprendizado por repetição

Faz um tempo que não escrevo por causa de uma mistura de visita boa tomando todo meu tempo livre com uma fase do curso que é importante, mas meio monótona para quem lê.

O que acontece? A gente continua na fase do aprendizado por repetição. Depois do saucier, vieram as entradas, peixes e sobremesas, e descobri com grande surpresa que gosto muito de mexer com peixes, pegar aquela arraia molenga e transformá-la em filés dourados com molho de alcaparras e croutons.


Mas isso fica um pouco repetitivo, pois são 16 pratos que fazemos e refazemos durante um mês. Agora estamos na fase em que um time de 4 pessoas toca uma cozinha inteira, sendo cada integrante responsável por uma determinada estação. É interessante em todos os sentidos, por observar como o mesmo prato com os mesmos ingredientes pode ficar tão diferente em pessoas que tiveram o mesmo treinamento,  e também por ver como as pessoas lidam umas com as outras, com seus gostos e personalidades.

E como esse nível acaba? Numa prova prática em que cozinhamos para ex-alunos que foram treinados pelo nosso chef. Entregar os pratos no horário certo, na temperatura certa e no tempero certo é um desafio que soa bem mais fácil do que realmente é. E o que será apresentado é uma loteria sorteada 15 minutos antes do "get ready, set, go"

3 comments:

Luiza said...

"soa bem mais fácil do que realmente é". Olha, para mim parece impossível!!
Boa sorte!
Beijinhos

Tatiana said...

Vc não fritou uma arraia de verdade, né?!?!?!

π said...

Depois da lagosta, fritar uma arraia foi moleza...