Mar 28, 2010

Brunch no Essex

Como bem definiu meu chef em uma aula passada, brunch é uma refeição que faz parte da cultura de NYC, apesar de que às vezes acaba me cansando um pouco quando vou a um restaurante e eles não tem o cardápio de almoço normal. É difícil achar algum restaurante que não sirva brunch nas manhãs de sábado e domingo, e há alguns motivos para isso.

O mais óbvio é que se você não faz e todo mundo faz, você sai perdendo. Além disso, uma refeição de brunch não inclui ingredientes caros e é bem previsível, além de ter um cardápio limitado, o que muitas vezes significa um lucro maior do que uma refeição comum. E, por fim, você pode se livrar daquele pedacinho de salmão dentro de um Eggs Norwegian, uma gema que vira hollandaise ou até mesmo um ingrediente mais refinado que deixa o consumidor feliz.

E hoje fomos conferir o brunch do [Essex], indicado pelo [Opentable] como um dos melhores brunchs da cidade. O Opentable é um site onde se pode fazer reservas de restaurantes e vale a pena para quem usa com bastante frequência, pois a cada reserva você junta pontinhos que podem ser trocados por descontos em restaurantes. Além disso, você pode dar um feedback em todo restaurante cuja reserva foi feita pelo Opentable, o que faz restaurantes como o Essex, por exemplo, serem escolhidos pela voz de consumidores comuns.

O Essex fica numa região bem legal da cidade, no cruzamento da rua Essex com a Rivington, no Lower East Side. Ali pertinho tem um monte de coisa legal pra fazer e pra comer. O [RG:NY] explorou a área há uns meses, e a quantidade de coisas legais para se fazer é incrível. Por lá ficam vários dos restaurantes que gosto, além do [Stuffed Artisan Cannoli], sobre o qual [escrevi] no ano passado.

Mas voltando ao brunch, o ambiente é muito bonito, espaçoso e bem iluminado, e por $18 (sem gorjeta e taxa, o que acaba aumentando o valor para $25) você pode tomar 3 drinks típicos brunch-ianos como Mimosa e Bloodmary além de escolher um prato do cardápio.


Eggs Benedict with Canadian Bacon


Grilled Ribeye Steak and Eggs


Challah french toast with banana sauce and fresh fruits 


The Aristocrat
potato hash brown, house cured salmon gravlax, salmon caviar & poached eggs

As legendas foram retiradas do cardápio, que é bem completo e me deixou em dúvida por muito tempo sobre o que pedir. O french toast - que lembra um pouco a rabanada brasileira - foi meu escolhido, pois estou numa fase devoradora de challah, que parece um brioche menos ressecado.

Uma boa dica: reservas são extremamente necessárias, ou então chegue cedo. Nossa mesa para 5 pessoas foi reservada para 11:30, e quando saímos às 13:30 havia mais de quarenta pessoas na espera. Claro que as mimosas como cortesia ajudam a esperar, mas não sei se elas combinam tanto com um estômago vazio que ronca ansiosamente pelos ovos do café da manhã.

2 comments:

Marilia said...

Acho que vou de Aristocrat.
hummm...

Nadine said...

Paula,
me formei pelo FCI no final do ano e ler seu blog me traz lembranças incríveis das aulas, dos chefs, das temidas provas práticas e das minhas experiencias gastronômicas em NY.
Parabéns, tô achando o máximo. Aproveite seus últimos meses aí no curso pq depois vc vai sentir muuuuita falta!!
Bjs